Blog

Cão guia: O que você não sabe sobre o processo de treinamento

Publicado: 26/11/2020

Escrito por: Heloiza Wolfart e Tales Reis

“Dá a patinha”, “Senta”, ”Deita”, “Fica”. Estes são os comandos que normalmente tentamos ensinar a nossos pets. 


Mas a verdade é que, quando treinados, eles têm a capacidade de ir muito além de simples comandos, e este é o caso do Cão guia.


O cão guia é altamente treinado para melhorar a qualidade de vida, de pessoas com deficiência visual. São capazes de fornecer segurança a seus parceiros na hora da locomoção, além de facilitarem o equilíbrio físico e mental. 


O cão guia também promove a socialização de seu dono, são capazes, inclusive, de  aumentar a sua auto estima, uma vez que o deficiente visual tem uma maior autonomia ao sair com seu cãozinho.


Mas você sabe como um cão guia é escolhido?

Bom, normalmente a escolha se dá por meio de sua genética e o comportamento apresentado quando filhote.


Uma vez escolhido, quando completa 4 meses de vida o cãozinho inicia a fase de socialização, em que é ensinado a conviver socialmente e aprende os comandos básicos de obediência. Esta fase pode ser conduzida por um treinador ou família voluntária. 


Ao fim desta primeira fase, inicia-se um treinamento mais específico. O cão guia aprende a desviar de obstáculos, sentir o movimento do trânsito, identificar objetos, detectar a entrada e saída dos lugares, e aguçar ainda mais seus sentidos. 


Por fim, o cão guia e seu Tutor passam a ser treinados para se tornarem um time. Ao fim do treinamento, o cão guia é capaz de realmente guiar o seu dono, permitindo que ele caminhe sem risco de tropeçar em buracos, degraus, ou bata a cabeça em uma porta, além de evitar outros inúmeros riscos cotidianos.


E no caso de Pets indisciplinados ou que ainda são filhotes e fazem xixi por toda a casa, conte sempre com o Xô Xixi®  por perto, para que a limpeza do ambiente esteja sempre em dia!!! Compre AQUI:



Fonte: https://www.cachorrogato.com.br/cachorros/cao-guia/


Voltar